Orelhas de Abano

Procedimento para correção é rápido e devolve a autoestima para pacientes.

Orelhas em abano, que se projetam para fora, representam uma das queixas mais comuns dentro da cirurgia plástica, estando presentes em cerca de 5% da população. Seu tratamento constitui um dos procedimentos mais gratificantes e com menor índice de complicações dentro da especialidade.

È uma formação congênita do pavilhão auricular, na qual a morfologia e as relações anatômicas deste distanciam-se do normal. Embora não acarretem alteração funcional, as deformidades da orelha provocam importantes distúrbios psicossociais. É importante fonte de inspiração para apelidos e um dos principais motivos de ?bulling? entre as crianças. Cabelos sempre soltos para esconder as orelhas são comuns entre as meninas.

A cirurgia para a correção das orelhas em abano tem como objetivo reposiciona-las de maneira que seus contornos pareçam discretos e naturais. Pode ser realizada com segurança a partir dos 5 – 6 anos de idade, momento que se inicia a formação da autoimagem e autoestima da criança.

O procedimento pode ser realizado em regime de Hospital Dia, ou seja, o paciente tem alta hospitalar no mesmo dia da cirurgia. A cicatriz é mínima e anatomicamente escondida na região posterior da orelha.

O processo de recuperação é rápido e na maioria dos casos indolor, porém alguns cuidados devem ser tomados como: evitar traumas na região da cirurgia e usar faixa elástica durante a noite por 30 dias.

Hoje, com o advento e aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas os procedimentos tornaram-se mais rápidos e seguros garantindo melhores resultados e reduzido tempo de recuperação.

Dr. Eduardo Kalil – Cirurgião Plástico
www.dreduardokalil.com.br


7a96ee4c2b91a9f77b15fb86a7a7e8a5

 

 

Guest Post