Relato do Parto

Adoro quando as amigas participam da Tag – Mãe Amigas !

Hoje é o dia da Livia.

Ela conta as horas que antecederam à chegada do seu bebê amado…

Leiam e se emocionem. Eu me emociono sempre com relatos :

 

                  Quando sonhamos em sermos mães, ficamos imaginando, nossa como será no dia em que eu descobrir minha gravidez? Comigo, foi inesperado, sim inesperado, por mais que eu desejasse a gravidez. Tudo indicava que ela demoraria a acontecer e comecei a desencucar. Até que um dia eu estava desencucada e aconteceu. Sim, simples assim(acredite quando dizem, desencuque rs).

                Tive uma gravidez um pouco complicada, mas nada que tirasse a magia daquele barrigão, do amor pelo meu pequeno, sim o amor pelo pequeno bebê que estava em minha barriga e que logo logo estaria ali comigo, no meu colo, me enchendo de amor e alegria. O nascimento dele marcaria o momento do meu coração andando fora de mim, “andando”, sim, pois teria meu coração ali do lado de fora, no meu filho, no me grande amor.
                Entrei em trabalho de parto em um sábado, mas eu mãe de primeira viagem nem estava achando que era trabalho de parto, achei que fosse dores. No dia seguinte, dia de eleições, sim estava com mais dores ainda pela manhã, mas eu disse: Não irei votar! Tenho que votar! louca né? Sim, sou.
              Votei e fui para a casa dos meus pais, chegando lá, meu pai: Você está bem? Eu disse: Sim, estou, só com um pouco de dores.
Vi que as dores estavam se acentuando, e simplesmente naquele dia tínhamos um encontro de família, na casa dos meus pais… aff.
              Bem, ligamos para a minha obstetra e ela pediu que eu fosse para a maternidade. Só que, como eu não esperava que estava em trabalho de parto, nem passei em casa para pegar bolsa, essas coisas, tudo arrumadinho(guardem isso! rs).
Cheguei na maternidade e fui muito bem atendida, a médica viu que eu estava em trabalho de parto, ligou para minha médica e a equipe médica foi toda para lá.
              Não demorou muito todos chegarem, só a minha bolsa! sim a minha bolsa! Em que estava a máquina, meu irmão passou em minha casa para pegar as bolsas. Bem, ele chegou já nos 45 minutos do segundo tempo, com a máquina, a primeira foto do meu filho foi com o celular, mas ficou linda. Depois tivemos várias fotos na máquina.
Mas o mais importante, foi que o pequeno, estava saudável, cheio de vida e já nasceu trazendo alegria para todos nós.
Foi um dia corrido, lembra que era dia das eleições? Minha sogra estava trabalhando como presidente de mesa, ficou sabendo no final do dia, como ela queria ter acompanhado o nascimento do neto, mas ela conseguiu chegar e vê-lo ainda no dia do nascimento. Foi pura felicidade e alegria.
              Hoje, já passamos por muitos momentos, bonitos, de susto, de alegrias, adaptações e estamos aqui felizes e acreditando que as coisas na vida podem melhorar a cada dia mais.
             Livia
gravida